São João da Bahia 2019.

Sou mais a Bahia, Governo da Bahia.

Banda Fulô de Mandacaru promove live e busca recursos para recuperação de memorial dedicado a Luiz Gonzaga

Parque Aza Branca, em Exu-PE, está fechado desde fevereiro e casa que foi do Rei do Baião tem rachaduras no teto e no piso

No dia 1º de agosto,  a banda Fulô de Mandacaru transmitirá  direto de Exu, município localizado em Pernambuco, a 535 km de Recife, a sua próxima live show, por meio do Youtube. A terra onde nasceu Luiz Gonzaga (1912-1989)  não foi escolhida por acaso. Segundo o líder do grupo,  Armandinho do Acordeon, dois motivos levaram os forrozeiros a escolher o local e a data. “Essa live será um homenagem a Gonzagão, que morreu em 2 de agosto de 1989 e exatamente três décadas depois o parque que leva o nome do seu principal sucesso, Asa Branca, enfrenta a sua maior crise estrutural e financeira”, conta o artista.

 

Administrado pela ONG Aza Branca – isso mesmo, Aza com “z” – o espaço, que recebe mais de 60 mil visitantes por ano, está sem faturamento há mais de quatro meses e sem recursos para a sua manutenção. O imóvel que foi habitado por Luiz Gonzaga tem rachaduras pelo piso e em algumas paredes. O quarto do Rei do Baião foi interditado para evitar incidentes.

 

De acordo com os administradores, as principais fontes de receita do espaço são as vendas dos ingressos para o museu, que custam R$ 4,00 por pessoa e a comercialização dos artigos de couro como chapéus e sandálias. Entretanto, o fechamento do parque em fevereiro, por conta da pandemia do coronavírus, fez com que o número de visitantes fosse nenhum nos últimos quatro meses, zerando o faturamento do local que precisa de pelo menos R$ 15 mil por mês para se manter aberto.

 

Em meio a este cenário desolador, os integrantes da Fulô de Mandacaru resolveram realizar o show virtual e destinar os recursos arrecadados junto aos internautas para ajudar na recuperação do parque, que também conta com um museu dedicado ao Rei do Baião, inclusive com objetos pessoais e também aos motivos do Sertão Nordestino. A área de 15 mil metros quadrados tem ainda a casa dos pais de Gonzaga (Januário e Santana), palco, lanchonete e mausoléu onde o artista foi sepultado, bem como o juazeiro (árvore) que ficou conhecido em suas canções e no filme “Gonzaga, de pai pra filho”. “Temos um compromisso com a cultura nordestina, uma vez que todo forrozeiro bebe da fonte que é Luiz Gonzaga”, completa Armandinho que também busca angariar recursos para as comunidades pobres do município que tem pouco mais de 31 mil habitantes e que constantemente é atingido por outra pandemia, a da seca.

 

Sobre a banda – A Fulô de Mandacaru possui uma trajetória de 19 anos e, entre seus principais feitos, estão a vitória, em 2016, do reality show Superstar, da TV Globo. No repertório, há canções autorais e clássicos do forró com músicas do próprio Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Jorge de Altinho, dentre outros autores.

Principal grupo de forró tradicional do Brasil, A Fulô possui mais de 100 mil inscritos no Youtube e sua última live somou mais de 450 mil visualizações, sendo a mais assistida deste segmento forrozeiro.

 

Canais da Fulô

YouTube : youtube.com/bandaflordemandacaru

Instagram: instagram.com/bandafulodemandacaru

Facebook: facebook.com/bandafulodemandacaru

Fonte: www.saojoaodabahia.com.br

Postado por

Mais Notícias do São João 2019

Adelmario Coelho homenageia vaqueiros em live com repertório inédito

  O forrozeiro Adelmario Coelho vai homenagear os vaqueiros em sua próxima live, marcada para o dia 28, às 18h. A transmissão, que ocorrerá direto

Jeanne Lima e Michelle Menezes se unem para falar do machismo na carreira artística

Amanhã, dia 5, a partir das 20 horas, artistas se unem para bater papo sobre o tema e soluções para o dia a dia O Bora

Targino Gondim concorre a Grammy Latino

Cantor e Sanfoneiro disputa categoria Melhor Álbum de Música de Raízes com Targino sem Limites Mais uma vez Targino Gondim figura entre os concorrentes do

Observatório de Economia Criativa apresenta primeiros resultados de estudo sobre os impactos financeiros da Covid-19 sobre os Festejos Juninos na Bahia

  O Observatório da Economia Criativa da Bahia divulga, nesta sexta-feira (18), durante entrevista coletiva online, os primeiros resultados do estudo realizado sobre os sobre